Para aceder ao conteúdo da página, clique aqui.

Arquivo Municipal

Documentos com História



recua
Arquivo Municipal de Loures | 2022-07-13

 Uma igreja em forma de diamante (Apelação, 1961)

Num território em rápida expansão, para responder aos apelos para a construção de novos templos católicos é criado, em 1961, o Secretariado das Novas Igrejas do Patriarcado de Lisboa (SNIP). Até à sua extinção, em 2014, o SNIP fez consultadoria, elaborou pareceres, planeou igrejas novas e interveio em antigas, contabilizando mais de 200 obras de que se destacam, pelo particular interesse histórico e social, cerca de 30 capelas-salão que se construíram em 19 concelhos.

Dotado de um conjunto de especialistas de várias áreas, sob a orientação de Diogo Lino Pimentel (Lisboa, 1934-2019), um dos fundadores do Movimento de Renovação da Arte Religiosa (MRAR), no concelho de Loures são de nomear a igreja do bairro COVINA (1965), a igreja paroquial de Apelação (1969), a igreja paroquial de Santo António dos Cavaleiros (1972), a igreja de Cristo-Rei da Portela (1982), a igreja de Nossa Senhora da Paz na Bobadela (1988) e a igreja de São José de Nazaré no Catujal (1989).

Merecem ainda destaque obras que, antes de1961, estiveram na esfera do MRAR, tal como a igreja de Santo António de Moscavide (1956), de João Almeida (Lisboa, 1927-2020) e António de Freitas Leal (Funchal, 1927 - Lisboa, 2018), e a reconstrução da igreja paroquial de Sacavém (1956), executada pela Comissão Administrativa das Novas Instalações do Exército por influência do padre Filinto Ramalho (Fataunços 1917 - Sacavém, 2001) que, em 1961, também influenciaria a construção de uma igreja em Apelação que, contudo, não sairia do papel depois de apresentada por José Leopoldo Ramalho Mateus Leal.

 
Câmara Municipal de Loures, Licenciamento de obras, Processo nº 15210 (1961), f. 3
Alçado principal da igreja paroquial de Apelação, não construída

Nota:
No período inicial de funcionamento do SNIP, para além das mencionadas, outras igrejas e capelas foram planeadas no concelho de Loures. Não foi referida, por lapso, a Igreja da Sagrada Família, em Bobadela, iniciada em 1964 e inaugurada em 1965 no Bairro Salazar, conhecido também como Bairro SACOR ou Bairro Petrogal, da autoria de Eduardo Hilário (1924-2022), Alberto Camacho e Sebastião José Porto de Abreu.
 
topo


YouTube   Facebook

Copyright © Câmara Municipal de Loures 2014
Segurança e Privacidade