Para aceder ao conteúdo da página, clique aqui.

Arquivo Municipal

O que (nos) Dizem os Documentos



recua
Arquivo Municipal de Loures | 2022-09-11

"Portugal dos Pequeninos", um país inteiro à escala das crianças, um país projetado por Cassiano Branco

No documento que hoje divulgamos, Cassiano Branco solicita à Camara Municipal de Loures que envie «com a maior brevidade, todos os elementos (…) de que possa dispor; monografias, fotografias de portas brazonadas, janelas, chaminés, solares, edifícios civis e religiosos, aspectos de casas e ruas, castelos, moinhos, pelourinhos, noras, poços, fornos, alminhas, carros (…)» para «levar a efeito, com urgência, a representação arquitetónica dos motivos característicos de cada região, em pequenos edifícios de objetivo pedagógica na obra já iniciada e subejamente conhecida do "PORTUGAL DOS PEQUENINOS" na cidade de Coimbra» e de que fora incumbido pela Junta da Beira Litoral.

Cassiano Viriato Branco, considerado um dos mais brilhantes modernistas da arquitetura Portuguesa, nasceu em 1897 na cidade de Lisboa. Republicano e democrata, a sua personalidade sarcástica, irreverente e controversa, tê-lo-á afastado quase sempre das "encomendas oficiais". Tal facto não impossibilitou que, durante quatro décadas, assinasse projetos de arquitetura que marcaram a nova estética da capital.

Da sua vasta obra constam, entre outros, o "Hotel Vitória" (1936), o "Cine-Teatro Éden" (1937) ou o "Cinema Império" (1952) que, muitos anos após o seu falecimento em 1970, seriam classificados como Imóveis de Interesse Público. Os Paços do Concelho da Sertã (1934), o "Grande Hotel do Luso" (1940) e o parque lúdico-pedagógico "Portugal dos Pequeninos" (1940), em Coimbra, são igualmente projetos deste vulto da arquitetura moderna portuguesa que interveio também no Coliseu dos Recreios de Lisboa e no Coliseu do Porto.



 

CML - AML - Série Correspondência Recebida, 1940

topo


YouTube   Facebook

Copyright © Câmara Municipal de Loures 2014
Segurança e Privacidade