Arquivo Municipal
"Em Loures o Passado Tem Futuro" | Santo Antão e São Julião do Tojal



recua
Arquivo Municipal de Loures | 2019-02-11

"Em Loures o Passado Tem Futuro" | Santo Antão e São Julião do Tojal

Santo Antão do Tojal é indissociável da sua Praça Monumental que integra além da Igreja, o Aqueduto, o Chafariz, o Palácio-Fonte e o Palácio dos Arcebispos ou da Mitra. O conjunto, que constitui um magnífico exemplar da arquitetura barroca, remonta à primeira metade do século XVIII e foi mandado executar a António Canevari, consagrado arquiteto italiano, por Dom Tomás de Almeida, primeiro Cardeal Patriarca de Lisboa.

São Julião do Tojal, terra originalmente campestre, de belas quintas de residência fidalga e de produção agrícola, distinguia-se pelos seus terrenos férteis devido à proximidade com o rio Trancão, rio que possibilitou aos frades agostinhos, que ali se tinham abrigado, após o terramoto de 1755, da catástrofe e dos estragos sofridos no Mosteiro de São Vicente de Fora, a implantação da indústria do papel, permitindo o crescimento económico e social da região.


Conheça um pouco melhor Santo Antão e São Julião do Tojal. Aceda à brochura editada pelo Arquivo Municipal de Loures no âmbito do projeto "Em Loures o Passado tem Futuro" em:

imgs\online\PDF\20190209172558.pdf

 

topo


YouTube   Facebook

Copyright © Câmara Municipal de Loures 2014
Segurança e Privacidade